Inscreve-te e tem vantagens!

Get Out(2017)

Há 2 anos | Mistério, Thriller, Terror, | 1h44min

de Jordan Peele, com Daniel Kaluuya, Allison Williams, Bradley Whitford, Catherine Keener, LilRel Howery e Caleb Landry Jones


Get Out saiu no inicio deste ano 2017. Foi escrito e realizado como primeira obra por Jordan Peele. Teve o seu sucesso crítico. Bastante admirado nos Estados Unidos, Get Out é um filme que aborda o racismo num ambiente de terror e mistério. Abordar este tema fazendo um filme de terror é algo que ainda não foi muito visto. O realizador escreve esta história transmitindo a sua visão e de que maneira.

O que nos conta este filme?

Chris Washington (Daniel Kaluuya) e a sua namorada Rose Armitage (Alison Williams) são um casal “misto”, ele negro e ela branca. É uma história de amor perfeita. Chris aceita o pedido da namorada em passar um fim de semana com os pais dela. Surge então a preocupação de Chris com as reações dos pais de Rose devido a sua cor de pele. Chegando, então, à casa da família Armitage, Chris é recebido com muita simpatia e carinho por Dean (Bradley Whitford) e Missy (Catherine Keener), os pais de Rose.

Pouco a pouco, o ambiente começa a ficar estranho quando Chris se apercebe que o jardineiro e a empregada doméstica são negros e, acima de tudo, pelos comportamentos anormais deles. Rapidamente uma série de incidentes cada vez mais perturbadores permitem a Chris descobrir o inimaginável.



O objetivo do filme é sabermos o que sente o racista (neste caso a família de Rose). Vemos situações embaraçosas com diálogos geniais e subtis, dando um exemplo: “Chris, gosta de jogar golfe? Eu adoro o Tiger Woods” ou “Se pudesse votaria no Obama uma terceira vez” ou, ainda, “os pretos estão agora na moda, são atléticos”.

Entendemos toda a violência que pode gerar o conceito de racismo e que depois do tempo da posse física do negro, a abolição da escravidão, eles deverão passar para uma segunda fase: a assimilação, a modelagem psicológica e cultural. De modo a que o negro esquecerá tudo sobre a sua própria cultura, portanto, sobre sua própria essência. É apenas a esse preço que o negro será tolerado no “maravilhoso mundo dos brancos”, que se reflete neste filme pelo estado hipnótico dos mesmos.

O racista percebe inconscientemente que as suas ideias pensadas e fundadas não são mais que profundamente doentias graças à visão que o realizador nos dá. A cereja no topo do bolo é a magnífica performance dos quatro principais protagonistas.

Get Out é um ótimo filme que desafia a nossa maneira de lidar com o racismo. Destaca a sua hipocrisia e sujidade condescendente revestida com uma boa dose de fascínio repulsivo ao encontro dos negros. Merece ser visto por vocês. É realmente bom.


Alexandre Costa
Outros críticos:
 Bernardo Freire:   8
 Pedro Horta:   9
 Rui Lourenço:   8
 Sara Ló:   8
 André Azevedo:   8
 Pedro Quintão:   8
 Rafaela Teixeira:   9
 Rafael Félix:   8
 Margarida Nabais:   9
 Filipe Lourenço:   8
 Rafaela Boita:   9
 Raquel Lopes:   8